terça-feira, 20 de abril de 2010

Foi apenas um sonho


Dia desses parei para assistir o filme Revolutionary Road, de Sam Mendes (o mesmo diretor de Beleza Americana), que no Brasil ganhou o delicado título de "Foi apenas um sonho". Sou meio suspeita pra falar porque a protagonista é a Kate Winslet - que eu acho uma das melhores atrizes dessa geração de Hollywood. Mas não tenho dúvidas: vale a pena assistir. Não esperem um romance. Trata-se de drama puro. É uma película que critica o tal "american way of life" e mostra como a vida de um casal cheio de sonhos, de repente, se torna acomodada e vazia. Pior, mostra como tentar sair dessa "zona de conforto", estabelecida ao longo dos anos, pode se tornar um desafio diante das próprias barreiras que colocamos no dia a dia. O filme fala de sonhos, mas, principalmente, de frustrações. É uma história triste, daquelas que estão na minha lista particular de filmes para se ver uma única vez (junto com O pianista, Marley e Eu, Irreversível - este pela extrema violência -, entre outros), mas deve ser visto. O roteiro está longe de ser perfeito(tem alguns buracos, principalmente quanto aos filhos do casal), mas a atuação da Kate... maravilhosa! Fica a dica! Só pra constar, melhor que "Foi apenas um sonho" é "O leitor", também com a Kate, lançado no mesmo ano, 2008. Ótimo!!!

4 comentários:

Tiago disse...

Irreversivel eh aquele filme frances com camera nervosa q conta uma historia de tras pra frente?? Se for eh um filme fantastico!! Fui ver no cinema com a drika e dois amigos.

Ana disse...

Esse mesmo, Tiago! Filme bom, mas pra quem tem estômago - e olha que eu tenho. Nunca mais quero ver aquela cena de estupro!!! Como disse, é um filme que deve ser visto, mas, pra mim, apenas uma vez.

erikaoikawa disse...

Ana!!! E ai, mana! td bem?
Vi esse filme e gostei tb. Um banho de água fria ne? rsrsr mas entende bem mais de naufrágio do q Titanic.hahaha
Aliás, dessa tua lista, ñ tem nenhum q não assistiria d novo. Talvez marley e eu q eu achei bem fraquinho.. Ah e se tu colocasses O albergue eu fecharia contigo!rsrsrs

Bjs,

Ana disse...

Oi Erika!!! Ah, confessa que lá no fundo, bem lá no fundo, rsrs... tu tb gostaste do Albergue!!!! rsrsrs
Já te disse, tem que olhar a mensagem que o filme deixa por trás de todas aquelas cenas gosmentas... além do mais, é produzido pelo Tarantino, não dá pra esperar flores, né...rsrsrs
Aliás, na minha lista de filmes para se ver uma única vez só entram filmes que eu gostei muito, mas que me impressionaram tanto ao ponto de ficarem marcados: Marley porque me fez lembrar da minha cachorrinha que já morreu, O pianista porque é um soco no estômago, extremamente triste, e por aí vai.
Já o Albergue não marcou tanto para ser visto uma só vez... veria aquelas mortes todas de novo. Será que tenho um lado meio psicopata? rsrsrsrsrs...
Bjs, Japinha!